Carona VIP com a polícia

Quando você viaja com pouca grana (ou nenhuma, como minha amiga Aline), pode passar por experiências inusitadas. Uma dessas eu passei acompanhada pela própria Aline! Morei em Berlin desde março até Setembro desse ano e recebi a Aline em minha casa por uns dias. Foi uma verdadeira loucura, muitas histórias para contar. Entre elas, a mais engraçada de toda minha estada na Alemanha.

A Aline já tinha pegado umas 8 caronas até então, estava experiente e eu nunca tinha pego carona, só aquelas combinadas pela internet, muito famosas na Alemanha. Você entra num site, se cadastra e fala onde você quer ir, aí combina um lugar e paga uma grana pro cara te levar.

leipzig 1

Na beira da estrada eu nunca tinha tentado; já a Aline tinha, na Bélgica, onde pegou carona com um cara até Berlin, mas isso ela vai contar no livro dela. Depois de 8 dias, Aline combinou com uns couch surfers de ir para Leipzig, que fica a uns 200 km de Berlin. Fizemos o ritual caroneiro: plaquinha, roupas leves e muita cara de pau. Pegamos o trem e descemos a caminho da beirada da Autobahn (a famosa rodovia alemã). Tinha muita gente por lá, pois uma praia artificial ficava ali por perto. A estação chamava Nikolasee, andamos um pouco e achamos um pessoal pedindo carona na entrada pra estrada. Entramos na fila, mas a maioria do pessoal que passava estava saindo da praia e indo pra casa, que com certeza não era em Leipzig.

Leipzig

Decidimos ir para a rodovia e ficamos andando pelo acostamento. Muitas buzinadas e muita gente fazendo sinais com as mãos. Paramos e levantamos as placas. Depois de 2 horas de muito sol e calor, estávamos ficando exaustas. Decidimos andar mais um pouco e achar um lugar com sombra, até que ouvimos uma sirene.

Nos olhamos e continuamos a andar, até que o carro com a sirene parou ao nosso lado. Era a polizei. Duas policiais alemãs começaram a gritar coisas impronunciáveis, e nós duas, muito calmamente, falamos “sorry?”.

Eu já entendia bastante alemão, mas resolvi fingir que não entendia nada. Afinal, eu não sabia o que estava acontecendo e não queria ser deportada. As policiais começaram a falar em inglês, pedindo para que saíssemos da estrada, pois era proibido transitar a pé na Autobahn. Respondemos que andaríamos até a próxima saída e procuraríamos um lugar para pegar carona.

Elas nos disseram que era contra a lei pegar carona na beira da estrada, que tínhamos que ir para o posto de gasolina perto de Nikolasee. Ficamos indignadas, pois a gente tinha andado muito e tínhamos vindo de lá mesmo.

Avisamos que iríamos voltar para lá pela estrada. Até que elas pediram para gente entrar no carro. Entramos rapidamente e elas disseram que nos levariam até a estação de trem. A Aline queria tirar uma foto e eu peguei meu celular pra também fotografar de dentro do carro, porém alguém me mandou uma mensagem bem na hora e ele tocou. A alemã virou para trás muito contrariada, e eu disse “text message, sorry”. Acabou ali nossa chance de registrar esse momento.

As policiais começaram a discutir onde iam nos deixar: no posto onde os caroneiros ficam ou na estação de trem mesmo, mas tudo em alemão e eu fingindo não entender nada – mas com uma baita vontade de rir. O pior de tudo é que em 10 minutos de carro andamos tudo que demoramos quase 2 horas a pé!!

Finalmente elas nos deixaram no posto, onde havia muuuuuitos caroneiros indo pra Leipzig. Já era 5h da tarde e eu estava exausta! Comemos na lanchonete e comecei a conversar com um cara que ia pra Leipzig. Ele era dentista e morava lá. Me disse que não ia demorar nada até um carro chegar e que geralmente as pessoas não cobram nada por essas caronas.

Eu pensei bem e acabei desistindo de Leipzig, só a Aline seguiu viagem. Como era verão e fazia muito sol, fui encontrar uns amigos em Grunewald, um lago nudista no meio do mato que ficava ali perto. Terminei o dia só de lingerie, tomando sol e bebendo cerveja com vista para o lago. A Aline conseguiu carona 5 minutos depois que fui embora e continuou sua jornada!

leipzig 3

Depois dessa eu perdi o medo de pegar carona. Fui para a Itália uma semana depois e andei majoritariamente de carona e foi ótimo! Conheci pessoas muito legais, praias lindas e economizei uma grana!

Se você quer economizar em hospedagem uma boa dica é acessar o site da trivago, lá você encontra os melhores hotéis pelo melhor preço.


Exibir mapa ampliado

deixe seu comentário!

comentários

3 Responses

  1. Qual era o site de caronas? HAHAHA. Desculpa a pergunta... É que estou em Sevilha, Espanha, e gostaria de ir para Londres, mas os voos estão muito caros. :'( P.S.: Adorei a história. HAHAHA.
  2. Oi! O site chama http://www.mitfahrgelegenheit.de/

Leave a comment