Uma noite na Neustadt: o Lado B de Dresden

Dresden foi um lugar muito especial pra gente na nessa viagem. Toda a história de luta e superação que a cidade enfrentou durante e após a Segunda Guerra nos tocou de uma maneira bastante intensa.

Vimos muita coisa bonita durante o nosso passeio pela cidade velha (ou Altsdat, em alemão). 

Leia também: visitando o centro histórico de Dresden.

Depois de conhecer a parte antiga, queríamos saber o que a parte nova, a Neustadt, tinha pra mostrar. Entrei em contato com os amigos do Visit Dresden e eles me disseram que a vida noturna da cidade fica toda concentrada por lá.

Ótima notícia, já que estávamos realmente procurando algo pra fazer de noite. Para nos conduzir em nosso passeio noturno, nos indicaram o melhor guia possível, o Danilo. Além de especialista na história de Dresden, especialmente pela parte nova, de quebra ele nos levaria pra tomar a merecida cerveja do final do dia.

Entramos em contato com ele e pronto, lá fomos nós.

 

O Guia

Danilo Hommel é um alemão de 50 anos que já fez bastante coisa na vida. Foi garçom, professor, dono de hostel e hoje se dedica a ser guia turístico.

Lado B de Dresden

Ele oferece vários passeios por Dresden, todos eles com uma temática alternativa em relação ao que a maioria dos turistas faz pela cidade.

O site dele detalha todos esses tours, mas infelizmente está apenas em alemão, o que limita o seu entendimento a quem manja do idioma (e não é o nosso caso!). Então se você não fala alemão, recomendo mandar um email (em inglês) que ele te explica direitinho como tudo funciona: info@nightwalk-dresden.de

Ele tem muita história interessante pra contar, já que viveu intensamente tanto o período socialista (Dresden fazia parte da Alemanha Oriental), quanto a queda do Muro de Berlim e a Alemanha reunificada. Essas vivências fizeram dele um grande conhecedor da Neustadt, o Lado B de Dresden.

De tudo que o Danilo nos contou, algo em especial (e que eu nunca havia ouvido falar) me chamou a bastante a atenção: logo depois da reunificação, a Neustadt de Dresden se tornou um "país" próprio, chamado de República Bunte.

 

A República Bunte

A Bunte Republik nasceu em 22 de junho de 1990 com bandeira, passaporte, moeda e leis próprias. É um modelo bastante usado na Europa e tem em Christiania, na Dinamarca, sua representante mais famosa.

Os princípios básicos da República eram defender a paz, educação e evitar que todos os costumes da Alemanha Ocidental (mais rica) fossem impostos ao lado oriental (mais pobre) sem nenhuma restrição.

Isso incluía, por exemplo, apoio aos comerciantes da região ao negociar com os novos donos dos imóveis, que pretendiam aumentar o preços dos aluguéis, tornando impossível a manutenção desses comércios com os locais. Com os preços mais altos, os pequenos mercados dariam lugar a grandes redes, os pequenos restaurantes sumiriam para em seu lugar aparecerem grandes cadeias de fast-food e assim por diante.

Apesar do fracasso da Bunte (ela foi extinta em 1993), a união dos moradores contra a gentrificação da Neustadt surtiu efeito. Até hoje, grandes empresas como McDonald's ou Starbucks são proibidas de abrir lojas por lá. Agências bancárias também são banidas e existem apenas três caixas eletrônicos nessa região da cidade.

Leia também: Dicas sobre Alemanha: celular, viagem de ônibus e dinheiro

Isso ajudou mais de 150 negócios (em sua maioria bares, restaurantes e galerias de arte) a se manterem vivos e deixou o dinheiro na cidade, ao invés de enriquecer ainda mais algum milionário de outro país. Esse movimento contribuiu muito para a Neustadt se firmar verdadeiramente como um Lado B de Dresden.

 

O Tour

O tour que escolhemos foi o NightWalk e marcamos o encontro com o Danilo para as 21 horas na Albertplatz, simpática pracinha que fica bem na entrada da Neustadt.

Chegamos no lugar marcado e, juntamente com mais três pessoas que fariam o tour, ouvimos as instruções do que nos esperava.

Apesar de parecer um Pub Crawl (aqueles passeios em que o turista vai de bar em bar enchendo a cara), a NightWalk que o Danilo criou é muito mais complexa e interessante.

Durante o passeio, ele traça inúmeros paralelos de como determinado lugar era antes da reunificação e de como é hoje, nos apresenta donos de bares, artistas e nos conta histórias particulares que ajudaram a moldar o bairro hoje.

As demonstrações de street-art estão por toda a parte e fica até difícil eleger a obra mais bonita que vimos por lá. Importante dizer que esses trabalhos na rua, além de ajudar diversos artistas a terem suas carreiras alavancadas, seguem trazendo turistas pra Dresden. Durante todo o percurso, vimos gente parando pra tirar foto, apreciar e comentar tudo que viam. Isso mostra a importância de se preservar a arte nos lugares públicos!

Na Neustadt também fica a maior parede de lousa da Europa (o Danilo jurou pra gente!) e a Dani até deixou uma mensagem em português nela (se quiser sabe o que ela escreveu, vai ter que fazer o tour! :D)

Lado B de Dresden

Lado B de Dresden

Lado B de Dresden

Lado B de Dresden

Lado B de Dresden

Lado B de Dresden

Como eu disse ali em cima, a NightWalk não é exatamente um Pub Crawl, mas as paradas nos bares acontecem. E não dava pra ser diferente, já que a vida noturna da Neustadt é muito intensa.

Lá você encontra várias cervejarias artesanais, os melhores drinks de Dresden e o curioso bar Big Lebowski, que fica passando o filme sem parar, 24 horas por dia!

A gente tomou algumas cervejas incríveis (ah, Alemanha! <3) e uns shots não tão bons assim, mas faz parte.

No fim das contas o mais legal da noite foi aprender, conhecer e vivenciar o Lado B de Dresden, que eu nem sequer imaginava existir. Essa troca de experiências tem um valor inestimável e torna qualquer viagem ainda mais especial. 

Lado B de Dresden

Lado B de Dresden

Lado B de Dresden

Lado B de Dresden

Lado B de Dresden

O Viagem Criativa viajou para Dresden com apoio da EasySim4U e do Visit Dresden! Todas as opiniões expressadas aqui são nossas!

deixe seu comentário!

comentários

No Comments Yet.

Leave a comment