Guia: Onde apreciar o céu de Brasília

Brasília é uma cidade estranha. Se você não é de lá, o primeiro contato é sempre complicado. Quadras, super quadras, setor disso ou setor daquilo são conceitos confusos pra quem vem de uma cidade não planejada, que basicamente é a realidade de 99% das cidades brasileiras.

Mas essa "estranhice" passa logo: bastam alguns dias pra entender como tudo funciona. No fim das contas, você descobre que é até mais fácil se localizar por lá do que em São Paulo ou no Rio, por exemplo. Mas algumas coisas ainda chamam a atenção mesmo depois de um tempo.

Duas dessas coisas tornam Brasília especial. A primeira delas é o espaço: as avenidas são largas, muito largas, contrastando com os prédios muito baixos. Curiosidade: só existem prédios altos na parte central do Plano Piloto. Nas asas, a maioria só tem 3 ou 4 andares.

A principal consequência da junção desses dois fatores é que o céu de Brasília está sempre magicamente presente no seu dia. Em dias de céu azul, pode se preparar para ficar com torcicolo de tanto olhar pra cima pra apreciar aquele muita gente considera o céu mais bonito do Planeta (e não se esqueça do filtro solar, já que as sombras são raras na capital!). Pra quem vive cercado de prédios, como a gente aqui em SP, dá até uma invejinha ;)

Na nossa mais recente visita a Brasília, tivemos a melhor guia possível, nossa amiga Lela (lembra dela? Já escreveu sobre Los Roques aqui no blog!), maranhense que vive lá desde 98. Ela nos levou pra cima e pra baixo e contou as melhores histórias da cidade.

E como resultado dessas andanças, fizemos uma listinha com os pontos mais divertidos pra você apreciar e fotografar o mundialmente famoso céu de Brasília. Vamos nessa!

 

Torre de TV

Um dos lugares mais visitados da Capital, a Torre tem uma localização bastante privilegiada. Ela fica bem no Eixo Monumental, de frente para a Esplanada dos Ministérios.

Curiosamente, é um dos poucos ícones da cidade que não foi projetado por Oscar Niemeyer e sim por Lúcio Costa.

Inaugurada em 1967, ela ela tem 224 metros de altura, mas os visitantes só podem subir até o mirante, a 75 metros do chão.

Lá do alto, além da Esplanada, dá pra ter uma ótima visão de 360 graus da cidade, sendo possível avistar vários lugares famosos como a Feira da Torre (um lugar muito bom pra comer, dá pra encontrar comidas típicas de várias partes do Brasil), o Estádio Nacional Mané Garrincha, o Ginásio Nilson Nelson, o Parque da Cidade e o Lago Paranoá.

Como o fluxo de pessoas costuma ser muito grande, não dá pra ficar tanto tempo lá em cima apreciando o céu de Brasília, por isso recomendo ser rápido pra tirar suas fotos e curtir o visual.

Ah, quase ia me esquecendo de dizer: é de graça!

Céu de Brasília - Torre de TV!

Céu de Brasília - Torre de TV!

Céu de Brasília - Torre de TV!

Céu de Brasília - Torre de TV!

Céu de Brasília - Torre de TV!

 

Hotel Saint Moritz

Reservar um hotel em Brasília é mais fácil do que em outros lugares. Isso porque boa parte dos hotéis fica na mesma região da cidade, o famoso Setor Hoteleiro.

Por causa disso, localização é algo que você pode até deixar de lado na hora da sua pesquisa. Pule essa parte e busque por preço, conforto, amenidades ou qualquer outro interesse particular que você tenha.

Escolhemos para nossa estadia o Saint Moritz (a diária custou cerca de R$190) que, assim como a Torre de TV, fica bem no Eixo Monumental, de frente para o Shopping Conjunto Nacional. E não podíamos ter feito escolha melhor!

Pra nossa sorte, o nosso quarto ficava no 18º andar, com uma baita vista da Esplanada dos Ministérios.

Céu de Brasília - Hotel Saint Moritz

Mas o mais legal é subir até o 22º andar, onde fica o restaurante, piscina e academia do Hotel.

Por estar mais perto da Esplanada, dá pra ver com mais detalhes os pontos-chave dali. Teatro Nacional, Museu Nacional, Catedral de Brasília e até a Rodoviária do Plano Piloto.

Tudo isso cercado pelo Lago e pelo incomparável céu de Brasília!

Céu de Brasília - Hotel Saint Moritz

Céu de Brasília - Hotel Saint Moritz

Céu de Brasília - Hotel Saint Moritz

Céu de Brasília - Hotel Saint Moritz

 

Pontão do Lago Sul

Taí um lugar estranho.

Considerado o "maior centro de entretenimento de Brasília", o Pontão do Lago Sul mais pareceu um imenso estacionamento com meia dúzia de restaurantes fancy. Parecia que estávamos em algum projeto do game The Sims.

Por ficar nas margens do Lago, ele conta com alguns piers que servem de estacionamento para lanchas e iates. Lá, os mais endinheirados desfilam suas máquinas milionárias e também o seu duvidoso gosto musical e estético para os mortais em terra firme.

Apesar de não ser muito a nossa cara, o Pontão tem como ponto positivo a entrada (e o estacionamento) grátis e uma boa visão do céu de Brasília, especialmente no por-do-sol.

Céu de Brasília - Pontão do Lago Sul

Céu de Brasília - Pontão do Lago Sul

Céu de Brasília - Pontão do Lago Sul

Existem também algumas empresas que oferecem cruzeiros pelo Lago, em barcos maiores. Se você tiver interesse, fique tranquilo: algum vendedor vai te abordar oferecendo o passeio (eles estão por toda a parte!) e aí você compra os ingressos diretamente com eles.

 

Píer da Concha Acústica

A Concha Acústica é um famoso lugar usado para shows lá em Brasília. E bem atrás dela fica um simples, mas muito simpático pier usado pra quem quer se divertir nas margens do Lago.

É bem verdade que o pier já viu dias melhores. O estado de conservação dele é bem precário e várias tábuas estão faltando, mas mesmo assim bastante gente vai até lá especialmente para nadar e pescar nos dias mais quentes.

A estrutura no geral é muito simples, com alguns vendedores ambulantes oferecendo comidas e bebidas, mas tudo ali me pareceu muito mais autêntico do que no forçado Pontão do Lago Sul. Além disso, as vistas do Lago e do céu são muito bonitas!

E uma grande vantagem é ver os iates e lanchas passando bem longe de você! :)

Céu de Brasília - Píer da Concha Acústica

Céu de Brasília - Píer da Concha Acústica

Céu de Brasília - Píer da Concha Acústica

Céu de Brasília - Píer da Concha Acústica

 

Ermida Dom Bosco

De longe, esse foi o lugar que mais gostei pra curtir o céu de Brasília.

O Parque Ecológico Ermida dom Bosco foi inaugurado em 1957 e, assim como quase tudo por lá, foi projetado por Oscar Niemeyer.

Um caminho bem íngreme leva à beira do lago, onde um bem conservado pier serve de trampolim para quem quer se refrescar com um mergulho no lago. Assim como na Concha Acústica, tudo é muito simples, mas a Ermida parece receber uma manutenção constante, já que tudo estava muito bem arrumado por lá.

Alguns vendedores ambulantes matam a sede dos visitantes. Outra coisa divertida que reparamos por lá, foi a grande quantidade de casais fazendo books de casamento. Pelo menos três noivas cercadas de fotógrafos passaram por nós enquanto esperávamos o por-do-sol.

Que aliás, foi fantástico! A Ermida tem uma localização privilegiada, especialmente porque fica de frente para o Plano Piloto, então dá pra ver muito bem o skyline do centro de Brasília. Lá de longe, é fácil reconhecer a Esplanada dos Ministérios, a Torre de TV e os prédios do Setor Hoteleiro.

Mais um lugar onde você estará seguro da cafonice dos barcos e vai se encantar com o sempre bonito céu brasiliense. Altamente recomendado!

Céu de Brasília - Ermida Dom Bosco

Céu de Brasília - Ermida Dom Bosco

Céu de Brasília - Ermida Dom Bosco

Céu de Brasília - Ermida Dom Bosco

Céu de Brasília - Ermida Dom Bosco

Céu de Brasília - Ermida Dom Bosco

Céu de Brasília - Ermida Dom Bosco

Céu de Brasília - Ermida Dom Bosco

deixe seu comentário!

comentários

No Comments Yet.

Leave a comment